terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Feliz 2009!

Como foi o seu ano de 2008? Feliz? Afinal, o que é um ano feliz pra você?
Algumas pessoas esperam que seja um ano perfeito, sem mágoas, sem doenças, mortes, tragédias, sem acontecimentos e sentimentos ruins, mas isso não é plausível e teremos mais um ano com tudo isso, só que não devemos esquecer que será mais um ano de festas, conquistas, amor, amizade, sorrisos, risadas, e tantos outros acontecimentos e sentimentos bons. Sempre irá acontecer algo que você não deseja ou algo que você não acredita que aconteceria agora ou que não acredita que aconteceria com você, mas as coisas são ruins dependendo do que se faz delas. Para ter um ano de 2009 feliz basta você querer ser feliz.
Desejo a todos, então, muita vida!

P.S. Eu posso ser interpretada como metida ou sem educação, mas só não passo de blog em blog desejando feliz ano novo porque sou preguiçosa.

domingo, 28 de dezembro de 2008

Antes de dormir

O que você faz até pegar no sono? 
O meu irmão escuta música, os meus pais vêem TV e eu jogo Zuma no celular ou leio um livro.

Estou achando os meus posts tão superficiais ultimamente ou extremamente pessoais, pois é, acho que ando sem inspiração ou preguiçosa demais.

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

Como foi o Natal?

O meu foi tranqüilo, não foi tão triste como eu pensei, na verdade ninguém derramou lágrimas, apenas fizemos uma oração às 0hs e depois cortamos o bolo sem cantar parabéns, o que foi bom, pois isso sim eu acharia deprimente demais. Só que no dia 25/12 eu não fui à missa, não que eu vá sempre nessa data, e já deixei claro qual a minha orientação cristã, mas ela significou uma homenagem à minha avó. Eu não fui porque não quero chorar, pelo menos não agora, estou exausta da tristeza e admito, estou fugindo dela.
Fora isso, eu comi docinhos, aaa docinhos, estava sonhando com açúcar, dieta não é brinquedo não!
E o Natal de vocês, como foi?
P.S. Estou sem computador mas ainda consigo conectar, só que não dá para escrever no blog quando tenho assunto ou inspiração.

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Cansada

Todo ano é a mesma coisa, meus pais deixam as compras de Natal para cima da hora e sobra para quem??? Pois é.
Eu odeio tumulto e multidão, isso me irrita muito, imagine juntar calor, fome e regime, não dá boa coisa, certo? Meu humor não é dos melhores hoje, estou com a paciência por um fio. 
O que salvou foi o cinema com dois amigos, assisti Crepúsculo, mas como já li a saga então achei o filme mais fraco, as coisas acontecem muito rápido, falta aquela ansiedade para saber o que acontecerá, fora isso, também não gostei da maquiagem do personagem Carlisle e nem da falta de dentes afiados dos vampiros quando eles estão em luta. Mas ainda dá vontade de ter um namorado vampiro vegetariano.

domingo, 21 de dezembro de 2008

Realidade

A realidade é relativa e pessoal.

Você vê o que você sente.

Lost

Eu nunca tinha assistido sequer 5 minutos desse seriado mas um amigo disse que é muito bom, acabei baixando os dois primeiros episódios e já me senti intrigada. Que diabos tem aquela ilha? 
Na Internet tem algumas hipóteses como reencarnação ou ressuscitação, enquanto eu assistia me deu a sensação de ter algo a ver com o tempo, eles podem ter entrado em um looping temporal, não sei, é muita viagem? Mas Lost parece ser muita viagem.
Eu sei que a série chega ao final em 2009, o que é bom para mim, pois não ficarei muito tempo inventando teorias, isso se eu continuar a assistir.
Dexter, Grey's Anatomy, Private Practice, Heroes, True Blood e Supernatural, os seriados que eu acompanho e estou em dia, só terão novos episódios em janeiro, então é época de experimentar outros, mas acho que ainda prefiro House.

sábado, 20 de dezembro de 2008

E mais uma vez eu lembro

No pequeno post abaixo eu disse que esqueço que a minha avó não estará aqui, na verdade não acho que seja esquecer mas eu deixo de lembrar. 
Li um post no blog da Vanessa que me fez pensar na morte, nesse ano, na minha vida. E cheguei a conclusão de que as palavras da minha mãe nunca fizeram tanto sentido quanto agora: "aproveite isso, aproveite a sua avó e a sua família, o tempo passa rápido", não foram exatamente essas palavras pois eu era criança e não consigo lembrar com exatidão mas ficou na guardado na minha memória até que eu pudesse compreendê-las.
Eu sinto tanta falta dela que eu nem sabia que me sinto assim.
Ela não vai estar aqui no Natal, é no dia 25/12 que ela completaria 74 anos e é também no dia 25/12 que completa 1 mês de seu falecimento.
Ela não estará aqui...
Eu não sei o que fazer.

Vó, me desculpa pela falta de atenção e presença nesses últimos tempos, eu sei que eu fiquei mal, eu me isolei do mundo e talvez nem pudesse mesmo fazer muito por você, mas me perdoa. Se eu pudesse eu voltaria no tempo e faria diferente, nem que fosse uma ligação por dia. Vó, eu te amo, por favor me perdoa.

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

As vezes eu não acredito que a minha avó não estará aqui no Natal.

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Frases de efeito, quando elas funcionam?

Eu fiquei mal durante uma época, acho que 2 anos de depressão. Primeiro começou leve e depois de alguns acontecimentos passou a ser moderada, eu larguei a minha vida social, larguei a faculdade de mão e larguei o estágio, passei a viver em um mundinho na minha cabeça. E nessa época frases auto-ajuda não faziam efeito, na verdade elas me irritavam, como eu poderia sorrir, como eu poderia viver se eu me sentia morta por dentro?
Ontem assistindo um seriado de médicos tinha uma personagem que estava morrendo e ela dizia que devemos fazer o que queremos hoje porque o tempo é curto. Esse tipo de frase escutamos sempre, nós sabemos disso mas muitos não compreendem ou não acreditam que posso acontecer conosco, quem realmente tem a consciência de que a morte é iminente e pode acontecer a qualquer momento? Nós sabemos mas não queremos lembrar.
Foi aí que eu pensei sobre frases de efeito e de auto-ajuda, se uma mãe diz ao filho que a vida é curta, é bem capaz dele ouvir só para satisfazê-la mas ele não captou a mensagem, mas se uma mãe no leito de morte diz isso ao filho, ele vai provavelmente irá guardar isso como um grande ensinamento e até mudar o seu estilo de vida.
O momento, a situação e principalmente a condição psicológica da pessoa influenciam muito no que vai ser absorvido por ela ou não.
Na maioria das vezes não adianta dizer ao deprimido que a vida é bela, ele não consegue enxergar isso, talvez a melhor ajuda seria apenas dar as mãos.

Meu diário de dieta e emagrecimento

Eu adoro escrever e por isso fiz mais um blog, esse é um diário da minha dieta e emagrecimento, tudo o que eu como e sinto estará relatado nesse endereço: http://eliminandomedidas.blogspot.com

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Madonna Sticky and Sweet Tour - Eu fui!

Um sonho realizado!
Eu sempre disse que se a Madonna viesse ao Brasil eu teria que ir ao show de qualquer maneira, nem que tivesse que dormir na fila para comprar ingresso, e eu consegui, e ainda comprei ingresso pelo telefone.
Eu fui no dia 15/12, segunda-feira, no Maracanã no Rio de Janeiro. 
O que eu tenho a dizer? F-A-N-T-Á-S-T-I-C-O! Não poderia ser menos que isso.
Os efeitos são demais, coisa de Madonna mesmo. Os bailarinos apareciam e sumiam do nada, incrível isso! Adorei a tela que ficou ao lado dela na música 4 Minutes do save the world, tinha a imagem do Justin em 3D como se ele estivesse ali, participando do show, sem falar no jogo de luzes e em um telão especial que descia envolvendo a Madonna, assim ela ficava dentro do círculo enquanto vários efeitos, como água por exemplo, eram mostrados ao público. 
Se eu pudesse e o meu dinheiro desse, iria ao show novamente em São Paulo, mas dessa vez de pista VIP, nem que eu me endividasse no cartão de crédito, é algo que vale muito a pena, faça um calor escaldante ou faça um frio de rachar os lábios. 
Eu achei ela uma fofa, a voz dela é meiga, parece de menina, e era muito legal quando ela falava com o público, gostei quando ela disse que São Pedro atendeu as nossas preces pois não choveu, no show anterior do domingo caiu muita água e atrapalhou a performance. 
O que eu não gostei foi do atraso de 1h30min e das pessoas gritando "piranha", achei a maior falta de respeito e espero mesmo que ela não saiba disso.

E quem não foi perdeu um super show!

domingo, 14 de dezembro de 2008

Blogspot

Será que sou só eu e a Niky que não gostamos da edição de texto do blogspot ou vocês também?
Se eu mudar uma fonte no meio do texto e quiser voltar com a anterior, eu não consigo. E fazer upload de uma foto entre linhas? Dificuldadeeeee!

sábado, 13 de dezembro de 2008

Uma coisa sobre dieta...

Quem nunca fez dieta diz que é só ter força de vontade, mas esses não sabem que a força de vontade não é só contra a vontade de comer doces e guloseimas mas tem que ser ainda mais forte ao se tratar de dor de cabeça, náusea, tontura e fraqueza, sintomas que vêm com a dieta. Afinal comer mal é um vício e como qualquer outro, o corpo tem que se acostumar com a nova rotina e até isso acontecer...você sofre!
Então não me venha com esse discurso de que é só ter força de vontade, vá mudar alguma rotina na sua vida, depois me diz se é fácil.

Pois é, estou raivosa, afinal essa dor de cabeça me tira do sério!

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Rapidinha

Saber e compreender são coisas completamente diferentes.

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Orkut

Sorte de hoje: Se você não quer que ninguém saiba, não faça

Essa foi a pior de todas!
Orkut não sabe o que é discrição.

Rapidinha

Estava pensando. 
Quando você critica alguém que critica demais os outros não estaria agindo da mesma maneira?
Então por que para essa pessoa é errado e para você não?

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Hoje foi um dia muito bom!

Hoje eu quero ser simples e curtir a felicidade.
Hoje o meu dia foi muito bom!

Obrigada pai, te amo!

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

A cura de Schopenhauer

Mais um bom livro para indicação.
Ao contrário do que parece, a história não é sobre curar Schopenhauer mas sobre um homem que se diz curado atrás da filosofia do gênio. O enredo se passa em encontros da terapia em grupo, e é uma leitura de fácil entendimento. O que eu achei muito interessante foram os capítulos contando a história de vida de Schopenhauer, entre um e outro capítulo da ficção, tem um dedicado ao filósofo.
Ultimamente estou gostando muito dos livros desse autor, Irvin D. Yalom, ele é um psiquiatra reconhecido, que só não atua como o médico que passa remédios, mas ele se dedica a psicoterapia.
É um livro muito bom para quem gosta de questões humanas.
Há ainda mais um de ficção desse autor que eu quero ler, Mentiras no Divã.

Sorvete Heaven da Nestle

Estava eu no mercado para comprar abóbora quando vi esse sorvete em promoção. Como eu sempre tive curiosidade com ele, resolvi comprar o de doce de leite com choco chips. Nossa, que sorvete delicioso! Muito cremoso e saboroso. 
Eu ultimamente estava achando esses sorvetes de pote muito sem graça, sem gosto, mas esse superou a minha expectativa. Aprovado!

domingo, 7 de dezembro de 2008

Extremos

As vezes sou tão criança.
As vezes sou tão adulta.

Sozinha

Pois bem, comecei a pensar nisso neste momento e desenvolvi o assunto rapidamente, é mais um caso pessoal que algumas pessoas podem se identificar.
A minha vida agora resume-se a família, ficar em casa, ler, pensar, navegar na Internet, de vez em quando caminhar, fazer as coisas sozinha, tenho um círculo de amigos mais velhos do que eu e quase nenhum contato com pessoas da minha idade. Eu não vejo nada de errado em fazer amizade com pessoas mais velhas, eu gosto delas mas eu sinto falta das pessoas da minha idade. Elas dizem que me encaixo muito bem entre as mulheres de 30 e 40 anos, as vezes levo as coisas muito a sério ou enxergo com uma responsabilidade maior do que é para a minha idade, como por exemplo, nunca entrar em um carro com motorista bêbado (acreditem, muita gente de 20 e poucos anos faz isso e acha divertido), ou não achar a menor graça em ir para uma boate e beijar quantos puder, não gostar nem um pouco de micaretas, e querer um carnaval mais tranqüilo. 
Só que eu sinto falta de ter uma colega ou amiga para me acompanhar até o shopping, ou para ir ao quiosque beber um chopp, conversar no telefone, contar alguma novidade, coisas desse tipo. Eu não me sinto totalmente integrada ao grupo, se não fosse a minha mãe, eu não participaria de encontros com elas.
Essa semana fui comprar um óculos escuro na Lupa Lupa e o vendedor que me atendeu era um gato, mas estava na cara que ele me manipulava, provalvemente por isso que escolhem vendedores homens, jovens e bonitos. Eu achei muita graça, quase comecei a rir na frente dele, mas eu me segurei e sai de lá com um óculos de armação branca que eu nunca tinha usado na vida, bem, o negócio é variar né. Tive vontade de ligar para uma amiga e contar o que havia acabado de acontecer mas quem? 
Eu gosto de caminhar sozinha, é verdade, bem, pode ser que eu não goste de caminhar com o meu pai, ele não pára de falar! Mas as vezes eu deixo de sair de casa porque isso parece aumentar a minha solidão, eu sempre faço tudo sozinha, vou ao shopping sozinha, caminho sozinha, vou aos Correios sozinha, sentava sozinha na sala de aula, voltava sozinha da faculdade, lancho sozinha, almoço sozinha quando estou na rua e etc. Assim eu me sinto muito só!
E nesse ponto descobri porque compenso isso com a comida, ela preenche um espaço vazio em mim.

Agora é pensar e agir, o que posso fazer para essa situação mudar?

Necessidade

Sinto uma grande necessidade de escrever tudo o que penso.
Talvez mais do que escrever tudo que sinto.
Na verdade, o que penso é um reflexo do que sinto.
Não há como separar.

Escolha

Há de se fazer uma escolha, estudioso ou místico.
Quanto mais conhecimento e estudo, maior o afastamento do misticismo.

sábado, 6 de dezembro de 2008

Immanuel Kant

"Lembre-se de esquecer."

Um bom final de semana a todos!

Orkut - Buddy Poke em clima de Natal

Vocês já viram?
Agora tem dancinha com o Papai Noel, beijo de visco, rock de jinglebell e outros. Eu achei fofo demais!

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Coisas de pobre que adoramos

Quem me ajuda com a lista?

- Pão dormido com manteiga na figideira.

- Guaraná natural que faz 1 L.

- Coxinha gordurosa da estação.

- Pão com ovo.

- Funk.

- Sidra.

- Cafezinho na padaria.

- Pão com mortadela.

- Arroz, feijão e disco voador.

- Podrão.

- Churrasquinho de gato.

- Pastel do china.

- Sardinha frita.

O país é o espelho do povo

Quer saber como anda o seu país? Olhe para dentro.
Usando o texto anterior, vejamos o que meu padrinho e meu pai falaram, na verdade, a conclusão que eu tirei da conversa: a aplicabilidade da lei é precária, a lei permite várias interpratações (bem, eu não vejo alguma lei que não permita isso, afinal até a realidade é relativa), o país tão tem uma efetiva regularização sobre a sociedade.

Brasileiro é famoso como o povo do jeitinho, digamos que um policial te pare por não estar com cinto de segurança e ele vai te aplicar uma multa, o que seria o certo, mas você oferece uma cervejinha para ele, o que te difere do estudante que tem pai juiz e vira magistrado por alguma falcatrua? É que no primeiro caso você se livra mas no segundo você não tem a mesma oportunidade. Não estou dizendo que todos fazem isso e nem que eu nunca irei fazer, o que eu quero dizer é que a atuação das autoridades é o reflexo de seu povo.

O ser humano é egoísta e tende a apontar tudo que está errado mas poucos percebem que já cometeram semelhante  erro, mesmo que em escala menor ou situação diferente.

*Fez sentido? Estou com um pouco de álcool correndo nas veias.

Brasil comparado

Ontem a noite estava rolando na cama enquanto pensava sobre a conversa de meu padrinho com meu pai, eles falavam da ineficências das leis e da mal aplicabilidade das mesmas. Na minha opinião, não há nada de errado com as leis, não é uma ciência exata e os seres humanos aplicam de acordo com as suas interpretações.
Um ponto muito discutido era a comparação do Brasil com países como Estados Unidos, Japão, Canadá e Inglaterra, nesse último abrangindo toda a União Européia, ou seja, países considerados de primeiro mundo. Pois bem, meu padrinho deu um exemplo de alguma mulher que foi jogada na cadeia após roubar leite para os filhos, esse exemplo estava dentro do assunto lei, e eu como conheço um pouco disse que é um crime de bagatela, nesse caso seria melhor empregado dentro do assunto polícia. 
Onde eu quero chegar com isso?
Eu concordo que temos muitas mazelas e há muita coisa para melhoras mas vejamos os outros países, nos Estados Unidos por exemplo, o serial killer Ted Bundy, fugiu duas vezes da cadeia antes de ser sentenciado, na França não se pode rir e nem falar alto em lugar algum, caso queira dar uma festa é necessário pedir autorização da vizinhança para tocar música. Vamos agora ao caso do trânsito, no Rio de Janeiro por exemplo, a zona sul tem metrô mas por acaso são todos os moradores que preferem o metrô ao ônibus, van ou carro? E também não recebemos boletins diários de como está o trânsito no Japão por exemplo, país que tem o maior congestionamento humano do mundo.
Eu também escuto muito que está tudo bem para o brasileiro se tem carnaval e futebol, fora isso, qualquer coisa pode acontecer que não iremos nos mover para mudar.
Pois bem, analisando a minha família, vejo que somos pessoas que gostam de festa, de falar e rir alta, de contar piada, dançar e beber, ou seja, nunca nos daríamos bem na França, mas mesmo assim consideramos um país super civilizado (o que é verdade) e com regras rígidas que são cumpridas, mas de verdade, gostaríamos que aqui fosse assim?
A minha família por parte de mãe adora um carnaval, samba, cerveja e futebol. Quando os meus tios param para torcer ou para escutar um sambinha, eles consideram isso como um merecimento e como um lazer, então por que considerar que o resto do povo usa isto como um modo de fugir da realidade? 
Vemos o Brasil por um prisma de pessimismo, temos tendência a pensar que a grama do vizinho é sempre mais verde, a comparação com outros países sempre parece pior para nós, mas é que pegamos o pior daqui e comparamos com o melhor de lá.


quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Bebê

Eu sei que não está na hora mas eu preciso dizer: eu quero tanto um desse!
Eu assisto Supernanny só para saber como educar o meu filho ou filha e errar menos que eu puder.
Eu observo pais e filhos só para tentar ver o que dá mais certo e o que dá errado, não quero copiar os erros.
Eu tento imaginar como seria a carinha dele ou dela.

Um namorado (o pior e o melhor que eu já tive, depois explico) disse que eu não tenho cara e nem jeito de mãe, tá maluco? Como você diz isso para uma mulher? Fiquei dias pensando nisso mas dane-se ele, ou melhor, foda-se ele.

Semana movimentada

Um amigo diz que não agüenta mais essa vida, se despede e some, e dois amigos (diferentes, não o casal) dizem que estão esperando um bebê.

Uma semana movimentada...

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Arthur Schopenhauer

"A religião tem todas as coisas a seu favor: a revelação feita por Deus ao homens, as profecias, a proteção do governo, das figuras mais respeitáveis e importantes. Mais que isso, o enorme privilégio de poder gravar sua doutrina na mente das pessoas quando elas são crianças, e com isso, as idéias se tornam quase congênitas."

Seus filhos

Toda vez que chamar a atenção do filho em relação a um ato ou reação, leve isto como uma auto-crítica, afinal as crianças imitam os pais.

Infância

"Na infância, o aparelho sexual ainda está inativo, enquanto o cérebro já funciona plenamente; por isso, essa é a época da inocência e da felicidade, o paraíso perdido do qual sentimos falta pelo resto da vida."

Arthur Schopenhauer

Os mais velhos dirão que estou na flor da idade, ok, eu não discordo disso, mas mesmo assim sinto saudade da minha infância. Não por ser tudo mais simples mas por eu achar que era tudo simples, a vida seguia o seu curso natural e eu ia de acordo com as coordenadas, não tinha que pensar muito no que fazer hoje, o que decidir, era fácil, minha maior preocupação era escolher o que ganhar de aniversário ou Natal, não deixar os meus pais descobrirem o que eu fiz de errado e não ser aquela criança azucrinada na escolha, o que aconteceu por eu ser muito tímida.
Não vou me alongar muito no assunto, pois a maioria dos adultos sabem o que é sentir isso, pelo menos a maioria que teve uma infância no mínimo razoável.

Para finalizar, mais uma frase de um gênio:

"A sólida base de nossa visão do mundo e também o grau de  sua profundidade são formados na infância. Essa visão é depois elaborada e aperfeiçoada, mas, na essência, não se altera."

Arthur Schopenhauer