quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Em luto

O que é estar em luto? É parar com a vida e só chorar e sofrer? Pode ser, dependendo do caso. Agora para mim é fazer qualquer coisa e lembrar da minha avó, estar sempre com algum momento passado na cabeça, dar um sorriso de lado ao lembrar de algo feliz, ficar triste e até soltar uma lágrima ao pensar que ela não estará mais lá.
Estar em luto tem tantos significados diferentes e pessoais, mas eu só conheço o meu modo.
Eu sei que a minha avó gostaria que eu gritasse ao mundo a sua falta e dissesse para todos que eu puder o quanto a amo, então é por isso que escrevo mais uma vez sobre esse assunto.
Eu continuo com raiva de como ela faleceu, ela sofreu e é difícil dizer que ela não merecia, pois foi como ela escolheu, é como eu digo em alguns posts: você é responsável por si mesmo e as suas escolham resultam na sua história. Mas ao mesmo tempo, eu sei das dificuldades emocionais que a minha avó tinha, da depressão e desânimo, ela simplesmente desistiu de fazer qualquer esforço, se entregou a todos os males e seus olhos não mais enxergavam as coisas boas da vida. Seus filhos fizeram de tudo para ajudá-la mas não dá para ajudar quem não quer ser ajudado.
Então se você está passando por uma fase difícil, se acha que viver é muito complicado e que não vale a pena, ou se acha que é muito pior do que os outros e não tem capacidade para coisa nenhuma, então procure ajude, não há nada de mal nisso, a vida acontece desde o momento que você faz acontecer. Eu sei que pode ser seguro estar preso nessa realidade, não há decepções, não há desafios, mas sobreviver assim? A vida é muito mais do que o medo, há muita coisa para ser experimentada e você não pode ficar fora dessa!

5 comentários:

Nike disse...

Oi minha amiga, vi agora seu post... Fiquei sentida com o que aconteceu com sua avó, com certeza é uma grande perda pra vc e seus familiares, mas Mari, temos agora que encontrar a força em Deus, só ele mesmo pra nos consolar, acredito q ela está em um bom lugar agora...Seja forte pra poder ajudar a vc e sua familia. Concordo com as coisas q vc escreveu a respeito do cigarro, realmente esse vicio é cruel, eu graças a Deus parei de fumar a 2 meses, mas tem pessoas q não conseguem, esse foi o caso de sua avó, e no final veja as conseguências q ela teve. É lamentável...
Queria estar ai pra lhe dar um ombro amigo Mari, é uma penas morarmos tão distante, mas saiba q estarei aqui rezando por vcs e pedindo a Deus q lhe conforte...
Perder alguém q amamos é muito difícl mesmo, mas infelizmente esse tipo de sofrimento é inevitável, temos q ser fortes, pq a vida continua, mas a saudade ficará pra sempre.
Forças amiga...
Um beijão e fique com Deus

ALGUÉM disse...

Bjos no coração querida.
Força no pensamento.
Sei que só terás saudades boas
Toda energia do universo pra vc.

Ana Gabi disse...

Bom, não dá para ajudar quem não quer ser ajudado mesno...
Mas segundo a minha crença se não fosse do jeito que foi, seria de outro, pq qd for a hora acontece.

Ela tinha qtos anos, Mari?

Mari disse...

Ana, ela tinha 75 anos.
Sim, creio que se não fosse assim, seria de outro jeito mas penso que não teve nem chance de não sofrer tanto.

Juliana Dacoregio disse...

Força pra você! Chore, relembre bons momentos e escreva sobre ela quantas vezes tiver vontade. É a única maneira de tornar a perda um tiquinho menos dolorosa.